Webséries

Conheça como a Viacredi transformou a história de vida dos seus cooperados.

Linha do Tempo

ANTES DE 1950

1903

  • O Decreto nº 979 permite que as cooperativas de produção ou consumo comecem a ofertar o crédito rural.

1926

  • As transações de crédito rural e dos Bancos Luzzatti (de livre admissão) começam a ser fiscalizadas pelo Ministério da Agricultura.

1934

  • Por meio do Decreto nº 24.647, todas as cooperativas de crédito passam a necessitar de autorização do governo federal para funcionar.

1938

  • De acordo com o Decreto nº 22.239/32, o Ministério da Fazenda passa a fiscalizar as cooperativas urbanas, enquanto as cooperativas de crédito passam a ser fiscalizadas pelo Ministério da Agricultura.

1943

  • Conforme o Decreto-lei nº 5.893, o Ministério da Agricultura assume a fiscalização de todas as cooperativas, independentemente do segmento. O governo federal cria a Caixa de Crédito Cooperativo, fundo destinado ao funcionamento e ao fomento do cooperativismo.

1945

  • Por meio do Decreto-Lei nº 7.293, o governo federal cria a Superintendência da Moeda e do Crédito (SUMOC), com o objetivo de exercer o controle do mercado monetário e preparar a organização do Banco Central.

DÉCADA DE 1950

1951

  • A Lei nº 1.412 transforma a Caixa de Crédito Cooperativo no Banco Nacional de Crédito Cooperativo (BNCC), tendo como objetivo a assistência e o amparo às cooperativas.
  • Em 26 de novembro do mesmo ano, a CrediHering é constituída por 21 funcionários da Cia. Hering, em Blumenau, tendo na presidência o senhor Ingo Hering. O objetivo era ajudar as pessoas que trabalhavam na empresa a conquistarem bens imóveis e móveis: casa própria, máquinas de costura, bicicletas, vacas, entre outros.

1952

  • Recebimento do Certificado de Registro no Serviço de Economia Rural do Ministério da Agricultura que autoriza o funcionamento da Cooperativa. A Cooperativa termina o ano com 253 cooperados e o total de 139 empréstimos realizados.

1956

  • O Estatuto da Cooperativa de Crédito estabelece que “poderão ser associadas na cooperativa pessoas que trabalham em empresas que compõem as Organizações Hering, a saber, Indústria Têxtil Companhias Hering, Fábrica de Gaitas Alfredo Hering, Lojas Hering, Malharia Blumenau S.A. e Fábrica de Tintas Blumenau LTDA.”, com atendimento apenas na matriz da Companhia Hering.

1957

  • O Decreto-Lei nº 41.872 estabelece que, além do Ministério da Agricultura, as cooperativas de crédito passem a ser fiscalizadas pela SUMOC, de acordo com as normas reguladoras da moeda e do crédito.

1958

  • A CrediHering atinge o número de mil cooperados.

DÉCADA DE 1960

1961

  • Esse ano marca o início da expansão da CrediHering, beneficiando os colaboradores das filiais da Cia. Hering (Indaial/Encano, Ibirama e Rodeio). A Cooperativa começa a contratar seus próprios colaboradores, pois até então funcionava com o trabalho voluntário de colaboradores da Cia. Hering. Desde a sua fundação em 1951, a Cooperativa já havia construído mais de trezentas casas (Fonte: Ata Assembleia Geral 17/3/1961).

1964

  • Em dezembro, a Lei nº 4.595 cria o Banco Central do Brasil (BACEN), autarquia federal integrante do Sistema Financeiro Nacional (SFN) e, além disso, equipara as cooperativas de crédito às demais instituições financeiras, que passam a ser fiscalizadas pelo BACEN.
  • A CrediHering amplia seu atendimento, admitindo como cooperados as pessoas que atuam nas filiais da Cia. Hering de Blumenau (SC).

1965

  • O Banco Central do Brasil inicia suas atividades.
  • A Resolução nº 11, do Conselho Monetário Nacional (CMN), determina que a concessão de crédito seja realizada exclusivamente pelas cooperativas de crédito e não por seus dependentes (sucursais, agências, filiais, departamentos e escritórios). A Resolução ainda veda às cooperativas de crédito o uso da palavra “banco” em sua denominação.

1967

  • Ivo Hering, filho de Ingo Hering − idealizador da Cooperativa, assume a presidência da CrediHering.

1968

  • O Banco Central do Brasil determina o fim da fiscalização por parte do Ministério da Agricultura e passa a exercer esse papel, concedendo o novo Certificado de Autorização para o funcionamento da Cooperativa.

DÉCADA DE 1970

1971

  • Decretada a lei nº 5.764, Lei das Cooperativas, que define a cooperativa como uma sociedade de pessoas unidas em torno de um propósito em comum, deixando claro todas as diretrizes jurídicas e o modelo de negócio (realização das Assembleias, eleição do Conselho de Administração e Conselho Fiscal, etc).

1978

  • A sede da Cooperativa muda novamente de endereço, situando-se na Rua Bruno Hering, 1.421, em Blumenau (atual Lojas Hering). Nesse ano, a CrediHering ultrapassa os 11 mil cooperados.

1979

  • O Banco Central do Brasil veda às Cooperativas de Crédito a concessão do limite de crédito (adiantamento a depositantes) que resulta em saldo devedor.

DÉCADA DE 1980

1981

  • A Cooperativa passa a prestar novos serviços, entre os quais a venda de passes de ônibus e o processamento das folhas de pagamento dos funcionários da Cia. Hering (salário em conta, férias, 13º, etc).

1982

  • O senhor Abramo Moser assume a presidência da CrediHering.

1983

  • A CrediHering se expande com a abertura de um novo Posto de Atendimento na Unidade Industrial da filial Omino, do Grupo Hering, localizada no bairro Velha Central, em Blumenau (SC).

1984

  • A CrediHering inaugura um Posto de Atendimento no bairro Poço Grande, em Gaspar (SC), dentro da empresa Ceval, do Grupo Hering (atual Bunge Alimentos).

1985

  • O senhor Raul Hering assume a presidência da Cooperativa. A CrediHering inaugura um Posto de Atendimento no bairro Água Verde, em Blumenau (SC), dentro da empresa do Grupo Hering − Confecção Água Verde. Nesse mesmo ano, altera-se o Estatuto para que possam se associar as pessoas jurídicas de direito civil, sem finalidade de lucro, que se dediquem a atividades beneficentes, e os sindicatos, ambos sem direito a voto ou retorno. Também podem se associar todos os colaboradores do grupo Hering instalados, ou que venham a se instalar, em qualquer região do território nacional (Fonte: Ata da Assembleia Geral Extraordinária de 29/3/1985).

1986

  • A CrediHering inaugura um Posto de Atendimento no bairro Encano, em Indaial (SC), dentro da Cia. Hering. Nesse ano, foi constituída a Confederação Brasileira das Cooperativas de Crédito (Confebras), com o objetivo de representar o Cooperativismo de Crédito no Brasil.

1987

  • A CrediHering inaugura um Posto de Atendimento em Rodeio (SC), dentro da Cia.Hering.

1988

  • A CrediHering inaugura um Posto de Atendimento em Ibirama (SC), dentro da Cia. Hering. O Banco Central do Brasil passa a oferecer mais autonomia às cooperativas e veda a interferência estatal em seu funcionamento, proporcionando a elas as mesmas condições de atuação que as demais instituições financeiras. Em 30 de março desse ano, a Cooperativa soma 12.911 associados/cooperados (Fonte: Ata Assembleia Geral Ordinária).

DÉCADA DE 1990

1991

  • O senhor Wolfgang Kegel assume a presidência da Cooperativa.
  • “Cooperativa com 13 mil membros completa 40 anos de existência". Esta é a manchete do Diário Catarinense que, na matéria subsequente, apresenta a trajetória da Cooperativa e traz informações sobre os serviços oferecidos, os resultados do patrimônio e o crescimento da CrediHering na área do cooperativismo. Nesse ano, diante da instabilidade do cenário econômico do país, foram adotadas políticas e procedimentos para enfrentar as adversidades do quadro econômico nacional. “Um dos principais problemas enfrentados foi o descompasso entre a TR (taxa referencial de juros), utilizada para a cobrança dos juros dos empréstimos, e o INPC, índice oficial para o cálculo da correção monetária creditada nas reservas e no capital dos associados. Esse descompasso que apresentou, no final do período, um percentual de 9,13 a favor dos valores creditados como correção monetária, levou-nos a uma perda de Cr$ 49,38 milhões.” (Conselho de Administração).

1992

  • A Resolução nº 1.914 mantém vedada a constituição das cooperativas de crédito de livre adesão tipo “Luzzatti” e limita as autorizações de funcionamento apenas às cooperativas de crédito rural e mútuo. Nesse ano, fecha-se a parceria com o Banco do Brasil para a compensação de cheques, solucionando um desafio da Cooperativa.

1993

  • A CrediHering atinge a marca de 20 mil cooperados.

1994

  • O país implementa o Plano Real, trocando a moeda cruzeiro por real. Nesse ano, a Cooperativa recebe o Certificado de Funcionamento definitivo expedido pelo Banco Central. Durante a crise dos têxteis, a CrediHering encerra o ano com 9 mil cooperados.

1995

  • O senhor Moacir Krambeck assume a presidência da Cooperativa. A Resolução nº 2.193 permite a constituição de bancos comerciais controlados por cooperativas de crédito, os bancos cooperativos.

1996

  • Com 100% de adesão dos funcionários da Cia.Hering, a CrediHering é considerada uma cooperativa-modelo e funciona como um “pequeno e eficiente banco”, oferecendo vários produtos e serviços. (Manchete da Revista Tendência). Nesse ano, a Cooperativa concede empréstimos no montante de R$16,4 milhões para mais de 15 mil cooperados.

1999

  • Mudança no estatuto da Cooperativa, para que possam se associar a ela pessoas sem vínculo de emprego com as empresas do Grupo Hering.
  • Nesse ano, a CrediHering implanta seus primeiros caixas eletrônicos e firma parceria com o primeiro banco cooperativo do Brasil, o BANCOOB, para ampliar as possibilidades de transações financeiras.
  • A Resolução nº 2.608 revoga a Resolução nº 1.914, anulando a autorização de funcionamento das cooperativas de crédito do tipo “Luzzatti”, bem como as seções de crédito das cooperativas mistas. Fica estabelecido também que, em dois anos, estas cooperativas devem promover uma reforma estatutária visando à adequação do quadro social.

2000

  • Criação da FENACRED − Federação Nacional das Cooperativas de Crédito.
  • Nesse ano, a Resolução nº 2.788 permite a constituição de bancos múltiplos cooperativos. E a Cooperativa atinge os 10 mil cooperados.

DÉCADA DE 2000

2001

  • No aniversário de 50 anos, mais de 7 mil cooperados elegem “Viacredi” como o novo nome da Cooperativa.
  • Realização da FECOOP, organizada pela Viacredi.

2002

  • Fica constituída a Central CECRED − Cooperativa Central de Crédito Urbano do Estado de Santa Catarina − em setembro de 2002, a qual dá início às suas atividades dois meses depois. A filiação à Central significa participar de um órgão que visa defender o interesse das Cooperativas Afiliadas e fortalecer o cooperativismo de crédito. (Hoje a CECRED é a Central Ailos.).
  • Criação do Programa de Integração e Desenvolvimento de Cooperados e Comunidade (PROGRID), o programa de educação da Cooperativa que, nesse primeiro ano, soma mais de 1.000 participações em cursos e palestras (Fonte: Informativo Viacredi, fevereiro de 2003).
  • Firma-se uma parceria entre as cooperativas Viacredi, Creditêxtil (atual Acredicoop) e Concredi para a constituição de um Sistema Central de Cooperativas, chamado Cecred (atual Sistema Ailos).

2003

  • Constitui-se o primeiro planejamento estratégico da Viacredi. A Cooperativa encerra o ano com 20.723 cooperados e a concessão de 68 milhões em empréstimos.

2004

  • Por meio do PROGRID, são realizados 145 eventos com a participação de 7.249 cooperados. O número de cooperados cresce 31,5%, chegando a 27.250 cooperados. Abertura de 3 novos Postos de Atendimento (no centro de Itajaí, em Blumenau − no bairro Vila Nova − e em Timbó) que totalizam 19 Postos de Atendimento. Os empréstimos somam R$ 93,8 milhões ao longo do ano. (Fonte: Informativo Viacredi, março de 2005).

2005

  • A Cooperativa fecha o ano com 26 Postos de Atendimento, R$ 101 milhões emprestados e 34.396 cooperados.

2007

  • A Cooperativa atinge 50 mil cooperados.

2009

  • Primeira edição da Mostra de Negócios (atual Feira de Oportunidades).
  • A Viacredi atinge a marca de 100 mil cooperados.
  • No que se refere à concessão de crédito, são liberados mais de R$ 700 milhões aos cooperados.
  • Nesse mesmo ano, é sancionada a Lei Complementar 130/2009, que assegura às Cooperativas de Crédito direitos que já haviam sido reconhecidos nas Resoluções do Banco Central.

2010

  • O Sistema Cecred (atual Sistema Ailos) conquista a compensação própria com o Banco 085.
  • Nesse mesmo ano, a Viacredi registra 40% de crescimento e os cooperados aprovam, em Assembleia Geral Extraordinária, a ampliação da área de atuação em mais sete municípios: Brusque, Lontras, Dona Emma, José Boiteux, Rio do Sul, Vitor Meireles e Witmarsun. Durante o ano de 2010, a Cooperativa abre 8 novos Postos de Atendimento: Guabiruba, Blumenau (Escola Agrícola, Passo Manso, Cooper Água Verde), Jaraguá do Sul, Benedito Novo, Pomerode Centro e Brusque Centro.

DÉCADA DE 2010

2011

  • A Viacredi completa 60 anos e registra o crescimento de 37%.

2012

  • A ONU declara 2012 como o Ano Internacional das Cooperativas.
  • Através do PROGRID, a VIACREDI realiza 1.193 eventos que contam com 98.329 participações.
  • A Viacredi atinge a marca de 200 mil cooperados e a Viacredi Alto Vale é constituída.

2013

  • Os cooperados do Alto Vale do Itajaí passam a fazer parte da Viacredi Alto Vale e os da Acredicoop das cidades de Blumenau e Pomerode passam a fazer parte da Viacredi.
  • A Cooperativa lança o Planejamento Estratégico de 2013/2017.

2014

  • Incorporação da Cooperativa Concredi com mais de 4 mil cooperados. Eles passam a integrar o quadro social da Viacredi, que atinge a marca de 300 mil cooperados.
  • A Viacredi recebe sua primeira certificação no Great Place to Work (GPTW), conquistando o título de 3ª melhor grande empresa para trabalhar em Santa Catarina.

2015

  • O PROGRID, programa de educação da Cooperativa, atinge a marca de 1 milhão de participações.
  • Nesse ano, a Viacredi conquista o título de melhor grande empresa para trabalhar em Santa Catarina, de acordo com a premiação GPTW.

2016

  • Lançamento do PROGRID EAD, plataforma de cursos a distância.
  • Pelo segundo ano consecutivo, a Viacredi conquista o título de melhor grande empresa para trabalhar em Santa Catarina, assumindo a 25ª colocação em âmbito nacional, de acordo com a premiação GPTW.

2017

  • A Viacredi alcança a marca de 400 mil cooperados.
  • A Cooperativa lança o Planejamento Estratégico 2017/2021 construído com a cooperação dos colaboradores e cooperados.
  • Pelo terceiro ano consecutivo, a Viacredi conquista o título de melhor grande empresa para trabalhar em Santa Catarina, assumindo a 21ª colocação em âmbito nacional, de acordo com a premiação GPTW.

2018

  • Construção da marca sistêmica na qual a Cecred passa a ser Ailos.
  • Nesse ano, a Viacredi atinge a marca de 460 mil cooperados e R$ 5 bilhões em ativos.
  • A Cooperativa mantém o título de melhor grande empresa para trabalhar em Santa Catarina e assume a 15ª colocação em âmbito nacional, de acordo com a premiação GPTW.

2019

  • Os cooperados da Viacredi aprovam a atuação da Cooperativa no Paraná (Pinhais, São José dos Pinhais, Colombo e Curitiba).
  • Nesse ano, a Cooperativa inicia a admissão dos cooperados por meio do aplicativo Seja Ailos e mantém o título de melhor grande empresa para trabalhar em Santa Catarina, assumindo a 9ª colocação em âmbito nacional, de acordo com a premiação GPTW.
  • Lançamento da Viacredi Unidade Móvel com o objetivo de aproximar a Cooperativa de todos os públicos. São efetivadas mais de 250 admissões diretas.

DÉCADA DE 2020

2020

  • O senhor Sérgio Cadore assume a presidência da Viacredi, que soma mais de 600 mil cooperados e R$ 7 bilhões de ativos.
  • São realizadas as primeiras Assembleias Digitais.
  • A Viacredi mantém o título de melhor grande empresa para trabalhar em Santa Catarina e assume a 15ª colocação em âmbito nacional, de acordo com a premiação GPTW.
  • São registradas mais de 500 mil participações em iniciativas sociais dos cooperados e das comunidades através dos eventos realizados a distância, do apoio a projetos e de ações locais. A participação dos cooperados em ações da Cooperativa contribuem para apoiar a comunidade local, destacando-se a doação de mais de 80 toneladas de alimentos aos municípios da sua área de atuação.

2021

  • A Cooperativa completa 70 anos somando mais de 700 mil cooperados e R$ 8 bilhões de ativos.
  • A AGE aprova a possibilidade de realizar Assembleias no Formato Digital e a expansão para mais 15 municípios da região metropolitana de Curitiba.
  • Possibilidade de admissão de cooperados em todo o território nacional.
  • Abertura do centésimo Posto de Atendimento no bairro de Xaxim, em Curitiba.
  • Como resultado das participações nas Assembleias de 2021, são doados R$ 403 mil para hospitais e entidades ligados à saúde.

Conte sua história

Quer mostrar pra gente a sua transformação? Escolha o seu jeito de se expressar e mande sua história.

Texto

ou

Vídeo

ou

Foto

Selecionaremos algumas para publicar aqui.

Você pode participar a qualquer momento. Nossa equipe de atendimento responderá de segunda a sexta-feira, das 11h às 20h.

FAQ

Como posso enviar minha história?

Compartilhe texto, foto ou vídeo no número de WhatsApp informado na página. Esse será o único canal para receber as histórias.

Quais as orientações para envio de texto?

Escreva seu texto sem limite de caracteres e não se preocupe com o correto uso do português. Nossa equipe revisará o material.

Quais as orientações para envio de vídeo e/ou foto?

Limpe a lente da câmera do seu celular. Encontre um ambiente iluminado (cuidado para não ficar contra a luz) e escolha um cenário legal. Grave o vídeo ou tire sua foto com o celular deitado. Avalie se a câmera está focando você. Prefira ambientes silenciosos para gravar o vídeo e obter um áudio de qualidade. De preferência, não utilize zoom.

Posso enviar áudio contando minha história para o número do WhatsApp?

Sim. Caso sua história seja selecionada, nossa equipe irá transcrever o conteúdo do áudio e sua participação se efetivará por meio de texto.

É certeza que minha história vai aparecer aqui na página?

Não. Como abrimos o espaço para interação de todos os cooperados, nossa equipe fará uma triagem das histórias e selecionaremos algumas para exibir aqui.